É primavera, te amooo

Se dentro de você também surge um Tim Maia empolgado a cada vez que a estação mais bela de todas dá suas caras, então pode entrar que o post é seu. É que não dá para não falar das flores, dos pássaros e de tudo o que a Primavera traz. Afinal, é tempo de reflorescimento, renascimento e retomada. Tempo de se alegrar com o colorido que só a natureza faz por você. Por tudo isso, claro, o design também bebe dessa fonte e tenta chegar perto de tanta perfeição e criatividade. Bom, inspiração, pelo menos, não falta.

Cheia de dobras

A arquiteta Nellianna van den Baard e o designer industrial Kenneth Veenenbos são donos do Snowpuppe, estudio holandês que tem, entre as criações, essas luminárias em formato de dobraduras e feitas, acredite, em papel de origami. Fabricados em pequena escala, eles criam um efeito de luz diferente e confortável. Além do efeito estético espetacular sobre a mesa de jantar.

il_570xN.342403348il_570xN.487457186_8684

As peças são vendidas na Etsy

il_570xN.432209191_3c7b

E ainda há as versões de arandelas que podem ser dispostas de diferentes formas

E se tirar a cor?

Não tem problema, porque a Primavera consegue ser graciosa até em preto e branco. Diz se não é verdade olhando essa luminária em formato de flor de lótus? A criação do estúdio inglês Young & Battaglia para a inglesa Mineheart, é também feita de material original – o feltro – e tem amarrações que dispensam suportes.

black_lotus white_lotus

Preto ou branco? Você escolhe!

Desabrochando

Com um efeito ainda mais natural, a luminária de piso Bloom faz exatamente o que o nome sugere: ela desabrocha. Desenhada pelo francês Patrick Jouin, ela é composta por pétalas num aramado que se abre segundo a vontade do dono da casa. O efeito é incrível.

bloom-flower-table-lamp2-400x291

Geometricamente desenhadas, as pétalas formam o botão…

bloom-flower-table-lamp5-400x397

…Que se abre a medida que a ponta é torcida

bloom-flower-table-lamp1-400x303

Daí, você escolhe: aberta ou fechada 🙂

Bateu asa

E foi parar na parede. Uma só não, várias.  Essas borboletas funcionam como ganchos que servem para receber tanto peças de roupa como pequenos objetos úteis, como chaves, por exemplo.  Criação do estúdio dinamarquês Makers With Agendas .

makers-with-agendas_butterfly-500x357 (1)

Uma revoada de alegria 🙂

Butterfly-and-Stilt-500x749

De frente, elas ganham nova forma, mas a utilidade continua a mesma 

Os pássaros

Eles não poderiam faltar também. Mas vêm de uma forma bem original sob o olhar de  Juan Miguel Juarez, Laura Blasco e Alex Estévez, espanhóis do Mermelada Studio . Em formato criativo nesse set de talheres onde o cabo é o corpo e a lâmina é o bico. As variações são uma graça, veja só.

Birds-by-Mermelade-Estudio-4

Bico curto…

Birds-by-Mermelade-Estudio-5

… Longo …

Birds-by-Mermelade-Estudio-6

… Quadrado …

Birds-by-Mermelade-Estudio-7 

… Ou arredondado

Galhos para regar

Vão-se as folhas, ficam os galhos. E esses aqui servem justamente para que novas flores nasçam. Eles são regadores cheios de estilo e ergonomia criados pelo designer holandês Robert Bronwasser para a Goods. O Spring tem duas saídas que servem como alças para a rega. (Via Design Spotter)

02410679788

Pegue um já e vá cuidar do seu jardim! 🙂

Anúncios

Garimpo em L – os coadjuvantes

Banquetas, mesinhas, apoios, peças de suporte, etc, etc, etc. Eles não são exatamente os protagonistas, mas podem roubar a cena. Como? Pela multifuncionalidade e esperteza. Dê uma chance a eles e não se arrependerá!

Meu coração

Certamente bate mais feliz com o banquinho Coringa que, além de fofo, tem um quê a mais. Uma espécie de “puxadinho” embaixo para acolher vasinhos de planta ou revistas, por exemplo. O coração vazado é a cereja do cupcake ❤

Onde: Meu Móvel de Madeira

Quanto: R$ 219 (cada)*

 meu movel de madeira_banquinho coringa

35cm de altura, 50 de largura e outros de pura formosura

banquinho-coringa-amarelo-canario-1_album

E ainda tem a versão amarela 🙂

Tudo rodando

O eixo é o mesmo, mas os três nichos da mesa Gira-Gira têm autonomia para virarem como bem entenderem. Um pra lá, outro pra cá ou todos alinhados? Você decide!

Onde: Oppa 

Quanto:  R$559*

_03_1

Móvel inteligente é outra coisa né não?

oppa - mesa gira gira

Dá 10 pra ela professora 🙂

Meu nome é versatilidade

É mesinha? É. É revisteiro? Pode ser também. E o que mais? É bandeja ainda, minha gente. A mesinha de apoio Egon tem o tampo removível para facilitar o serviço nas festinhas. Em nome de uns bons drinques, a turma agradece.

Onde: Mobly

Quanto: R$ 129*

mesa

Taí ela dando pinta

114224109_2GG

E quando menos se espera, ela te surpreende

Chega mais

Difícil saber onde ela não se encaixa. Afinal, o pensamento é esse: se enfiar em tudo quanto é situação. E aí, a mesa auxiliar Bali vira um verdadeiro coringa na decoração e nas necessidades da casa.

Onde: Etna

Quanto: R$ 439,90*

etna mesa auxiliar

Esperta e elegante

Inteligência pura

Sem espaço na cozinha para um balcão de refeições rápidas ou para manipular alimentos? Deixa com a a mesa/balcão Quitanda que ela resolve. Afinal, ela tem um braço dobrável que se torna num tampo ideal para a função. E ainda tem prateleiras reguláveis para guardar os utensílios. Depois, é só recolher tudo e pronto. Quer mais o quê Valdirene?

Onde: Tok & Stok

Quanto: R$ 855*

 tok&stok quitanda mesa balcão

Uma hora ela está assim e…

quitanwt98_ga1

… Voilà!

*Preços consultados na data de publicação do post

Siga a linha e engane o olho

O efeito é tridimensional, mas o recurso é tão simples que a gente olha duas vezes para ver o que tem ali. Nada demais, algumas linhas que colocadas estrategicamente criam formas pra lá de interessantes. Um efeito ilusório que engana o olhar, sugere conteúdo e, definitivamente, rouba a cena.

O cubo que parece saltar da parede no candelabro POV da Note Design Studio é feito com simples barras de metal. Suficientes para criar um efeito gráfico diferenciado. Se a peça sozinha já é show, em composições com várias fica melhor ainda.

POV-candleholder-menu

Se deixe enganar 😉

Brincando com os diferentes pesos – literal e visual – dos materiais envolvidos, o Weight Vases, do Thinkk Studio, causam uma impressão de que o vaso está todo preenchido. A dinâmica do concreto com a estrutura de ferro só no contorno cria uma tridimensionalidade ainda mais impactante. E é o que basta: enquanto a base recebe a planta, a estrutura dá suporte à flor. (Via Design Milk)

vaso linha 3D

O que é real é o que é imaginação?

A coleção Small black vases, de David Design para a Nendo, trabalha na mesma linha, literalmente. Os pequenos vasos além de brincarem com as formas que dão a entender bem mais que simples aramados, ainda reforçam a tridimensionalidade com a base mais escura, criando um efeito de sombra.

Small-black-vases-by-Nendo-for-David-Design-yellowtrace-01

Parece desenho de criança 🙂

Menos tridimensional, mas não menos gráfica, a Nubagg entrou na lista pela simplicidade das formas e também pelo efeito que ganha quando faz dupla com sua parceira: a sacola de plástico. A lixeira é só um aramado mas que parece brincar com os olhos especialmente com o plástico encaixado. Útil, simples e bem bacana.

nubagg-4

Sem o plástico, a impressão é uma

nubagg-537x394

Com o plástico, outra

No formato que você e os livros quiserem

São seis tiras de madeira presas por duas espécies de presilhas em cada lado. E esse é só o primeiro formato que a Chuck, estante criada pela designer alemã Natascha Harra-Frischkorn, pode ter. Porque depois que você entra na brincadeira, ela pode ganhar inúmeros formatos. Tudo vai depender da sua criatividade e, claro, dos livros que se destinarão a ela. Até porque o tamanho e peso deles são definitivos para o desenho que a peça ganhará. Mas é justamente esse leque de possibilidades que a faz tão interessante. Dá para colocar livro deitado, em pé, inclinado… Além de adaptável, esteticamente falando, ela é bem bacana também. (Fotos: Pinterest)

estante detalhe 2

As tiras são presas por pinos que caminham pela fresta

estante detalhe 3

Com o peso dos livros, elas se flexionam e se adptam

estante detalhe

O legal é que dá para brincar com as formas

estante maleavel   

 E abrir um sorrisão com ela na parede 🙂

Simples, sutil e eficiente

Reduzir, minimizar, simplificar é para os bons. Sinceramente. Pensar de forma simples não é fácil. E não digo simplista. Digo simples com a eficiência necessária para ir direto ao ponto, sem rodeios, sem arestas, sem mi mi mi. Pois é o que conseguem esses dois designers sensacionais. E ainda o fazem com uma delicadeza de tirar o fôlego. 

O eslovaco radicado na Suíça Tomas Kral  foi buscar no picadeiro  a inspiração para esse vaso. A bola de cortiça, que funciona como tampa e se movimenta por um elástico colorido que a acomoda numa reentrância no lado oposto da abertura, é uma referência ao nariz de palhaço. A peça de cerâmica é tão clean quanto genial 🙂 (Via This is Paper)

clown nose 01Senhoras e senhores, o show vai começar!

clown nose 05

Bolinha pra cá, bolinha pra lá

E o segundo exemplo vem do Canadá. E é sensacional. O designer Oki Sato, radicado no Japão, conseguiu numa peça chapada e flexível de aço várias funções: a ponta tem o desenho apropriado para fincar a peça à vela, a alça formada com a curvatura da peça sustenta vários tipos dela e a parte arredondada embaixo retém os pingos de parafina. A Candlever é ou não é uma simples e grande ideia? 

candlever02Quem vê assim, nem acredita que ela vai dar…

candlever01

   … Nisso! Palmas para Oki 🙂 

 

Bate na madeira

Ela é conforto, ela é aconchego, ela é beleza e mais: ela é uma sobrevivente nesse mundo cada vez mais tecnológico dos materiais. Sim, a madeira taí a trocentos mil anos mas a gente continua apaixonado por ela. Porque, afinal, natureza é natureza, né? Difícil competir. E, além do uso habitual, geralmente destinado ao mobiliário, a madeira tem lá seus mistérios. Revelados a quem se aventura a descobri-los. Pesada, inflexível, tradicional? Que nada! Há quem tenha superado todos esse mitos com criações de deixar a gente encantado. 

No pescoço

Diz se não são uns fofos esses colares da So Little Tome Co, feitos pela designer australiana Kirsty Eckard e seu marido Josh Grim? Recortadas a laser, as criações são únicas e podem ser personalizadas nas cores, por exemplo. À venda na Etsy (com preços acessíveis)

 il_570xN.393760208_6khy

Os polígonos parecem de papel!

il_570xN.446985101_o6ub

Pintados à mão, são de uma delicadeza incrível

il_570xN.395278674_s202 

Dá até para ir fundo na imaginação

No pulso

Que horas são aí, por favor? Por aqui, a hora é de investir num modelito bem inovador para não perder os compromissos. Na onda da sustentabilidade, a italiana WeWood faz relógios 100% em madeira natural. Não causam alergias e, a cada um vendido, uma árvore é plantada 🙂

jupiter-beigeNão é  brinquedo não

Com as mesmas propriedades, a francesa Konifer tem opções também em bambu que pesam míseros 45 gramas. 

taigabamboo1-462x392

Só os ponteiros não são de madeira

No bolso

Para guardar seu dinheiro sem fazer um rombo na natureza, a carteira Let’s da Casco é feita de madeira Teca de reflorestamento. É lavável, resistente e pesa 35 gramas. Como é feita de forma semi-artesanal, é única.  

pasted image 600x475

Dê uma olhada no vídeo para se apaixonar de vez por ela

Na mesa

Imagine que o teclado, para o qual você está olhando aí, fosse de algo mais, digamos, natural? Pois é, já inventaram um de madeira. A francesa Orée Design criou um que serve para tablets, smartphones e PCs equipados com Bluetooth já que é portátil, ou seja, nada de fio ainda por cima.

home-slide1

Apesar da aparência, tá longe de Fred Flintstone

Na rua

O designer holandês Jan Gunneweg sabe bem que em seu país o que mandam são as bikes e, portanto, resolveu fazer uma de madeira. A primeira saiu simples, mas os modelos mais atuais são um espetáculo não só do uso do material quanto do desenho mais orgânico que, em movimento, ganha formas bem bacanas. 

JG-Fiets-2

Bora dar uma voltinha?

Blog no WordPress.com.