Inspiração do dia: balões para sonhar

Tudo na Ballon Chair é cativante. As nuances de cor dos balões, a fidelidade dos fios que parecem mesmo barbante, a inclinação que sugere o movimento e o assento com capitonê que dá ainda mais alma à cadeira. Inspirado no personagem principal do filme francês “Le Ballon Rouge (1953), a peça é presa ao teto por âncoras escondidas nos balões de plástico rígido e tem o assento em alumínio. Impossível não se sentir flutuando só de olhar. Impossível não suspirar com tamanha delicadeza ❤ ❤ ❤

bc2

Vai voar!

 bdet 

Os detalhes dos “barbantes”

bc1

E com a pequenina para ter uma ideia do tamanho

A sustentável leveza do mobiliário de hoje

Pode ser que eles sejam parentes distantes dos famosos pés palito, aqueles que vão se afunilando e que marcaram tanto o mobiliário dos anos 50 (não sabe? São esses aqui). Mas, o que se vê no design de móveis hoje está mais para um jogo de pega varetas. Bem diferente daquelas peças pesadonas, em madeira de lei e trabalhadas no rococó, da casa da vovó. Trazem uma leveza implícita que imprime uma delicadeza quase etérea e parecem até desafiar a gravidade em alguns casos.

É o caso dessa mesa de centro que, com pés tão fininhos, parece flutuar. Nem parece que eles são capazes de dar conta do tampo, mas esse é só mais um charme dela ;).

tumblr_lxjsr60ofy1qmkrx1o1_500

Dá vontade de tirar uma vareta, como no jogo.

Quando o móvel brinca com o contraponto pesado x leve, essa noção fica ainda mais latente. Veja esse buffet que desafia os olhos e deixa a gente desconfiado se essas varetinhas vão dar conta da parruda caixa retangular.

5beb0f70bf8f73cd93d8b28db05eed51

Nem balança, nem cai

Essa estrutura tão slim tem a ver, claro, com o pouco espaço que têm os lares atuais. E essa é a justificativa da linha Maisonnette, que em francês significa casa pequena. São três peças que , além de econômicas, são multifuncionais. O cabideiro é também miniarmário; a mesinha tem rodinhas que a transformam num carrinho (e sua alça serve como revisteiro); e os pés da mesinha, virados ao contrário, funcionam como uma bandeja com alça.

8bfe350d73dfac1f4710bc840b0125e1

Com pezinhos de galinha <3.

4

A tampa sai e vira bandeja.

2

A mesa vira e, adivinha, outra bandeja.

Perna é o que não falta para a Millipede mas nem por isso, ela perde a leveza. A ideia por trás dessa peça é uma completa viagem. Algo mezzo biônico-matrix-cyberpunk , mezzo água-viva-medusa, saca? Pois é, o resultado é isso aí:

5670d12a0f1d84de82795da3881fdb0c

Parece que ela vai sair andando (via link)

Na linha função-a-definir-segundo-a-necessidade, a coleção Les frères Plo pode servir como mesa ou nicho, você decide. As pernocas são coloridas e parecem cordas amarrando as caixas de madeira, de vários tamanhos. Nível de fofura extremo.

Plo-Tables-1

As pontinhas no pé lembram palitos de fósforo <3.

O mesmo dá para dizer Da Serpent Shelves, uma prateleira fixada por uma estrutura em zig zag colorida e, claro, bem esguia. A sensação é que ela é flexível e que, claro, também não vai dar conta do serviço. Via link.

serpent_trybek_2-900x599

É corda?

serpent_trybek_5-500x329

Sabe de nada, inocente…

Esqueça aquele gaveteiro todo fechadão. O  Slybox é quase que um esqueleto em formato de móvel. Sem as gavetas, ele some. Com elas, nem pesa tanto assim.

f7e11c581116a240afefbd9466c923ba

Muito mais fácil de limpar.

a_2904

É ou não é?

Dá para dizer o mesmo desse sofá que, com base aramada,  só aguarda as almofadas para ficar completo.

03

Sonho de toda dona de casa.

04

Pronto para receber as visitas.

Lembra da oca do índio? Então, nessa mesa, só ficou a armação. E com direito à luminária de corda amarrada no alto.

d004ca3dee3e1ba0b87c24140f063702

Soa improvisado, mas o resultado é bacana.

E, para encerrar, duas graças em forma de móveis. A primeira delas, é a escrivaninha em vários tons avermelhados do francês Paul Venaille’s,  e as mesinhas do estúdio espanhol LaSelva Studio. A primeira, além da base super estreita, tem um aramado quase tridimensional nas pernas. Já as mesas, que misturam materiais em diferentes texturas, têm a base geometricamente alinhadas.

db766b847086bc7a46a6e2f1e40f0282

 Riscos no lugar de pernas

3928180e13ff30690b5fa9eddbf0fd5a

Que parecem desenhados virtualmente 🙂

Escritório criativo, trabalho mais produtivo

Se não dá para aumentar o salário, nem trocar de chefe, pelo menos, que o ambiente de trabalho dá para se tornar mais criativo, inteligente e divertido. No Dia do Trabalho, aí vai uma seleção que, definitivamente, vai deixar os dias de pressão um pouco mais leves…

Marca e circula texto

Muito além do básico risco sobre as palavras, essa caneta esperta ainda dá a opção de sublinhar ou circular o texto. O segredo está na ponta que faz até piruetas com um opção em espiral. Não entendeu? A gente desenha:

beetle_3way beetle_point

A ponta oferece as três opções, basta inclinar a caneta.

kokuyo_pm-l301-5s_5

Mil e uma possibilidades numa peça só. Tinha que ser coisa de japonês 🙂

Desenho mais livre

Por falar em caneta, quem gosta e precisa desenhar à mão livre, mas esbarra nas limitações de movimento, ganhou mais liberdade com o Sketch Finger, do escritório André Cruz Design & Ideias. Trata-se de um acessório que se encaixa, de um lado, na caneta ou lápis, de outro no dedo. Assim, a mão fica mais livre e o desenho também. Via link.

sketch02-450x590

Detalhe que faz toda a diferença

Chega de perder caneta

Quem nunca jurou que tinha deixado a bendita bem ali em cima da mesa e quando viu, cadê? Sumiu! Pois é, até teorias conspiratórias alienígenas surgiram do constante sumiço delas. Mas o problema é nosso mesmo, que não temos lugar para guardar as canetas e a deixamos em qualquer canto. Pois bem, para resolver de vez o problema, o escritório Gustav Innovation criou a Slanda, uma caneta que desafia a gravidade e se equilibra sozinha sobre uma base que lembra um pião. A vantagem? Ela não rola pra lugar algum e se mantém sempre à mão. Via link.

slanda_pen_puxsi

Dá para ver como ela funciona aqui.

Tome nota

O post it foi uma criação quase que revolucionária para esse universo de escritório. E não é que ele pode ficar ainda melhor? Exemplo do Sticky Clock Notes que vem com um reloginho retrô para ajudar a marcar o horário do compromisso e o Light Switch, um post it em formato de espelho (de tomada) que serve não só para o escritório, como para a casa também.

 5561fe002469357a85eb44702d746a42

Hora marcada, anotada e colada

8b82cf81e092ede2928cb192df7174df

Cabe até a caneta em cima

Recado animal

Bianca, Robin, Lenny e Morris. Pode repassar esses nomes ao RH para a contratação urgente. É que, além de fofos, eles acumulam utilidades: na corcunda, levam os papeis de anotação que, preenchidos, vão ser fixados na boca. Podem ser encontrados aqui.

111MB312_360_1_7

A Bianca tem até os dentinhos para fixar melhor o papel.

MM243_c_360_6

O Morris carrega outros objetos, caso precise.

MB313_a_360_6

O Lenny está acostumado a todo tipo de esforço.

mb774p_360

E o Robin é todo trabalhado nos detalhes (esses chifres não são uma graça?).

Dois em um

Quando uma peça começa a agregar funções, a gente agradece. Caso desses quatro acima e desses três abaixo:

free_cutter

Cut n’ Snip é tesoura e estilete também.

66c60f773cd5d32c7ddda6b73858eac3

Scissortape tem suporte para o durex.

pinhook

E os Pinhooks além de prenderem o papel no quadro de avisos servem também para pendurar outros objetos 

Cinco em um

E quando a peça resume nela praticamente todas as necessidades básicas de uma mesa de escritório? É o que faz o multitarefas The Butt Station

butt-station-office-desk

As canetas e o bloco vão atrás, o lápis vai na boca, o durex é preso pelas mãos e pés, e os clipes…Bem…Os clipes vão ali atrás rs.

Tudo num lugar só 

Nessa linha de resumir num lugar só vários nichos, essa pequena mesinha multifunções é também uma ótima aposta. Isso porque ela é elevada, se encaixando entre o teclado e o monitor. Além disso, tem espaço para tudo, do copo ao celular. E até entrada USB tem. À venda na Amazon.

61uPbDi97IL._SL1500_

Nem o mais bagunceiro se perde aqui .

Módulo atraente

Para quem tem uma parede por perto, uma boa ideia é o Urbio™ Magnetic Modular System Components. Inspirado nos (e inicialmente feito para) jardins verticais, ele funciona em módulos com placas magnéticas que se adaptam à necessidade. Tem design orgânico, limpo e com espaço até para plantinhas.

UrbioOffice_1006027_x 

Até o fone encontrou seu lugar ❤

Como não resolveram isso antes?

É engraçado como alguns objetos, criados para uma tarefa específica, não conseguem resolvê-la de fato. E, pior, ficam décadas com o mesmo formato insuficiente. Você vai entender do que eu estou falando quando vir essa dupla abaixo.

transparent_punch3  

Só eu ficava doida tentando achar o lugar certo para usar o furador? Fala sério, minha gente, ele já devia ter nascido assim, transparente! (Via link)

staple 

O mesmo dá para dizer do grampeador. Só de pensar nos malabarismos que a gente fazia com aquele tradicional…. Aiai! (Via link)

Pegue o seu banquinho

Uma boa cadeira influencia diretamente na sua produtividade. Por isso, para encerrar o post, duas boas ideias para quem já abusou da coluna.

 6bb1feec1e7fe669823bb93293af7d4e

A Gaiam Balance Ball trabalha a postura enquanto você trabalha. Praticamente um pilates no horário de trabalho.

bcc4b1303a85900c83d3e73fbe18aba2 (1)

E a Daybed funciona especialmente para quem trabalha em casa. Afinal, é nesses casos que a gente deixa a desejar na postura (leia-se, se esparramar no sofá) 

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.