Enquanto a bola não rola

Difícil não entrar no clima. Manifestações à parte, o que parece é que #vaitercopa mesmo, minha gente. E como a inspiração é boa, ela ultrapassa as quatro linhas e vai parar na decoração e no design. Aliás, ela ultrapassa o futebol. Aqui, o que manda é o esporte, universo tão rico que dá para se esbaldar em criatividade. Portanto, prepare o coração que lá vem o apito inicial da partida.

É gol!

Ixi, perae, cadê a rede? Aqui, é na parede mesmo.  A Soccer Ball 3D cria o efeito da bola enterrada na parede com direito a rachaduras e tudo. Não tente isso com a bola comum, ok? Tem vídeo dela aqui.

560235ed5b0d50ad57bd0d33986a87da

Brilha muito essa redonda 😉

Bola furada

Quem disse que ela não tem mais uso? Taí a prova de que a coleção de bolas furadas no porão pode virar uma peça sensacional, como a Ball Chair, de  David Di Benedict. Ela é uma espécie de patchwork futebolística que se aproveita do colorido e da textura da bola para marcar um golaço.  Via link.

ball chair de  David Di Benedic

Cheia de gominhos ❤

Raquetada na bagunça

Como a gente disse aí em cima, o posto vai além do futebol. E chega ao tênis, por exemplo. Da bola, para a raquete, a criatividade continua pegando carona. Vide esse cabideiro feito com velhas raquetes. As cordas estão gastas e até soltas, mas tiveram o uso renovado. Via link.

b6cea9fbf573fabe102603aa9fba2af0

Ganhando o set da bagunça

Pendurando a raquete

E quem disse que o placar para por aí? Espelho, espelho meu, existe forma melhor de pendurar as raquetes do que esse?

e06940ae52f55f28a8d69f7caaaf6d07

Reflexo de uma boa jogada

De três

Arremesso certeiro esse do designer ucraniano Andrey Privalov. O Light Ball traz o auge de qualquer partida de basquete mas com uma delicadeza e elegância inspiradoras. Via link.

 5cb8f5fc426b8b1a67ea0ff1fc5d97a2

Ponto pra ele!

Mil e uma bolinhas

Elas estão pra lá e pra cá no jogo e a gente nem as percebe direito, mas aqui, paradinhas, ganharam o destaque que merecem. Aos montes, as bolinhas de ping pong formam esse lustre super bacana. Via link.

 b0b40f44b9a999ad4b823614e7b42513

Algumas partidas depois…

Descanse os remos

Antes nas águas, agora os remos descansam no encosto dessa cadeira para você descansar também. Uma pra cima, outra baixo e o resultado é esse aí ó.

ca4fde0506c81f76fdeb13a2e57944d8

E ela é feita à mão, veja aqui.

Manobra criativa

Depois de deslizarem por aí, os shapes dos skates sossegam em outra função: o de suporte.

Numa pequena estante onde as curvas e o colorido dão o tom.

412af99b50e9203bbada25e64361a2e5

As prateleiras podem ser adaptadas

skate-board-furniture-recycle-project-low-tables-design-diy-study-table-design-incredible-craft-home

Ou nessa banqueta fooofa (via link)

Manobra criativa 2

O mesmo vale para o ski que empresta suas pranchas para esse lustre bacanudo do designer finalndês Willem Heeffer. O Ski-Chandelier é resultado de um projeto de reciclagem a partir de doações de amigos.

e4517c0a5efe8da15e31261dbe4864a6

Dá pra fazer em casa, viu…

Vou de bike

Para encerrar, desmontando a bike surgem duas ideias, uma simples e outra nem tanto. 

Sabe aquela corrente que sempre saia da roda e deixava a mão da gente cheia de graxa? Aqui, limpinhas, elas se tornaram suportes pra velas. Via Pinterest.

5fb4533d663516982d1dafa4abadd7f8

Luz reciclada

A outra, um tanto mais complexa, é essa cadeira que desafia a gravidade e parece brincar com o movimento das rodas que a formam. Via Pinterest.

b58f5c6276c3ecf79bae315b3001e036

E assim o design gira!

Anúncios

Inspiração do dia: balões para sonhar

Tudo na Ballon Chair é cativante. As nuances de cor dos balões, a fidelidade dos fios que parecem mesmo barbante, a inclinação que sugere o movimento e o assento com capitonê que dá ainda mais alma à cadeira. Inspirado no personagem principal do filme francês “Le Ballon Rouge (1953), a peça é presa ao teto por âncoras escondidas nos balões de plástico rígido e tem o assento em alumínio. Impossível não se sentir flutuando só de olhar. Impossível não suspirar com tamanha delicadeza ❤ ❤ ❤

bc2

Vai voar!

 bdet 

Os detalhes dos “barbantes”

bc1

E com a pequenina para ter uma ideia do tamanho

A sustentável leveza do mobiliário de hoje

Pode ser que eles sejam parentes distantes dos famosos pés palito, aqueles que vão se afunilando e que marcaram tanto o mobiliário dos anos 50 (não sabe? São esses aqui). Mas, o que se vê no design de móveis hoje está mais para um jogo de pega varetas. Bem diferente daquelas peças pesadonas, em madeira de lei e trabalhadas no rococó, da casa da vovó. Trazem uma leveza implícita que imprime uma delicadeza quase etérea e parecem até desafiar a gravidade em alguns casos.

É o caso dessa mesa de centro que, com pés tão fininhos, parece flutuar. Nem parece que eles são capazes de dar conta do tampo, mas esse é só mais um charme dela ;).

tumblr_lxjsr60ofy1qmkrx1o1_500

Dá vontade de tirar uma vareta, como no jogo.

Quando o móvel brinca com o contraponto pesado x leve, essa noção fica ainda mais latente. Veja esse buffet que desafia os olhos e deixa a gente desconfiado se essas varetinhas vão dar conta da parruda caixa retangular.

5beb0f70bf8f73cd93d8b28db05eed51

Nem balança, nem cai

Essa estrutura tão slim tem a ver, claro, com o pouco espaço que têm os lares atuais. E essa é a justificativa da linha Maisonnette, que em francês significa casa pequena. São três peças que , além de econômicas, são multifuncionais. O cabideiro é também miniarmário; a mesinha tem rodinhas que a transformam num carrinho (e sua alça serve como revisteiro); e os pés da mesinha, virados ao contrário, funcionam como uma bandeja com alça.

8bfe350d73dfac1f4710bc840b0125e1

Com pezinhos de galinha <3.

4

A tampa sai e vira bandeja.

2

A mesa vira e, adivinha, outra bandeja.

Perna é o que não falta para a Millipede mas nem por isso, ela perde a leveza. A ideia por trás dessa peça é uma completa viagem. Algo mezzo biônico-matrix-cyberpunk , mezzo água-viva-medusa, saca? Pois é, o resultado é isso aí:

5670d12a0f1d84de82795da3881fdb0c

Parece que ela vai sair andando (via link)

Na linha função-a-definir-segundo-a-necessidade, a coleção Les frères Plo pode servir como mesa ou nicho, você decide. As pernocas são coloridas e parecem cordas amarrando as caixas de madeira, de vários tamanhos. Nível de fofura extremo.

Plo-Tables-1

As pontinhas no pé lembram palitos de fósforo <3.

O mesmo dá para dizer Da Serpent Shelves, uma prateleira fixada por uma estrutura em zig zag colorida e, claro, bem esguia. A sensação é que ela é flexível e que, claro, também não vai dar conta do serviço. Via link.

serpent_trybek_2-900x599

É corda?

serpent_trybek_5-500x329

Sabe de nada, inocente…

Esqueça aquele gaveteiro todo fechadão. O  Slybox é quase que um esqueleto em formato de móvel. Sem as gavetas, ele some. Com elas, nem pesa tanto assim.

f7e11c581116a240afefbd9466c923ba

Muito mais fácil de limpar.

a_2904

É ou não é?

Dá para dizer o mesmo desse sofá que, com base aramada,  só aguarda as almofadas para ficar completo.

03

Sonho de toda dona de casa.

04

Pronto para receber as visitas.

Lembra da oca do índio? Então, nessa mesa, só ficou a armação. E com direito à luminária de corda amarrada no alto.

d004ca3dee3e1ba0b87c24140f063702

Soa improvisado, mas o resultado é bacana.

E, para encerrar, duas graças em forma de móveis. A primeira delas, é a escrivaninha em vários tons avermelhados do francês Paul Venaille’s,  e as mesinhas do estúdio espanhol LaSelva Studio. A primeira, além da base super estreita, tem um aramado quase tridimensional nas pernas. Já as mesas, que misturam materiais em diferentes texturas, têm a base geometricamente alinhadas.

db766b847086bc7a46a6e2f1e40f0282

 Riscos no lugar de pernas

3928180e13ff30690b5fa9eddbf0fd5a

Que parecem desenhados virtualmente 🙂

Com a cabeça nas nuvens

É  assim que estavam os designers das peças a seguir no momento de sua criação. E, cá pra nós, quem é capaz de resistir ao formato simples, divertido e delicado das nuvens que sempre nos remetem à inspiradora ideia de sonho? Elas são capazes disso e muito mais. Por isso, tire os pés do chão e embarque nessa viagem, para o alto e avante!

Guarde na nuvem

No mundo virtual, os arquivos; no real, as chaves. De forma magnética, esse chaveiro mantém até três molhos de chave sempre no lugar certo para não perder tempo.

13169_cloud-life-grey-back-front

Tudo é atraente nela

 

Mesa de suspiros

Quem promete arrancá-los é esse fofíssimo porta-guardanapos, que nem precisa de cor para inspirar uma boa refeição.

porta_guardanapo_nuvem_branca-1000x1000

Receita de delicadeza

Ainda sobre a toalha, a mesa é o céu com esses pratinhos de cerâmicas modelados à mão.

il_570xN.324283086

❤ ❤ ❤ ❤

Tridimensional, esse bowl se aproveita dos contornos circulares das nuvens para ganhar a forma exata da utilidade.

bow de bolas

Que rechonchuda!

Quarto de sonhos

Fofas em todos os sentidos, as nuvens  não poderiam combinar melhor com quartinhos de bebê, por exemplo. Por isso, uma parede recheada com esses cabides é uma ideia pra lá de simples e criativa. Via link.

cloud-coat-hangers

Parede celestial

Para guardar e manter ao alcance os livrinhos da criançada, essa espécie de estante/revisteiro não poderia ter tema melhor para incentivar a imaginação dos pequenos. Via link.

revisteiro

Também serve para a sala de quem continua com a cabeça nelas 🙂

Para meninas ou mulheres, manter as bijus organizadas vai ficar bem mais divertido com esse organizador. Nela, os pingos da chuva são os ganchinhos. Own.

il_570xN.463636070_7d6v

Vai faltar gota para tanto brinco, rs!

Sente nelas, pise nelas

Quem já se imaginou sentando numa nuvem, pode concretizar o sonho com esses sofás cheios de ergonomia e criatividade.

O Cirrus, do designer eslovaco Lubo Majer, da Slovakia Design, é todo trabalhado na ideia de maciez, vide o material mais molinho.

tumblr_mo1hji7efq1s9osmdo1_500

Vai chover elogios na sua sala

A Cloud Chair, da designer sueca Lisa Widén, é mais estruturada e, diante dela, a gente tem vontade de se jogar.

bild 027

Para todas as idades

Já a Cloud Sofa abusa do direito de sonhar. A mágica nela é um campo de força magnético que mantém o assento literalmente flutuando. Para deixar tudo ainda mais real, usou-se o feltro no revestimento.

magnetic_floating_sofa_kootouch_content

Não, você não está sonhando, rs!

Já se o seu sonho é caminhar sobre as nuvens, taí esse singelo tapete para concretizar a ideia.

fec56a5d6b1a48b03bdcce1db3f386f6

E ainda é todo felpudo 🙂

Luz nublada

Essas nuvens aqui têm luz e charmes próprios . A Cloud Softlight, da Molo, é formada por uma série de células iluminadas. Sustentada por pés estilo varetas, ela é de uma leveza só.

floor_table_cloud_softlight_05

 Do tamanho que você precisar

Já essa outra luminária de piso, mais estilizada, replica o formato até no pé. E, para ligá-la, é só puxar a gota.

5959945_1278034044m

 Parece flutuar também

Nuvem carregada

Para encerrar, um design que realmente faz todo sentido. Afinal, a palavra chuveiro vem justamente dessa ideia de água caindo. Por isso, o Nube traz a peça em formato de nuvem. Bem carregada para garantir água em abundância ao banho de todo dia.

 

e7c6cfc2222a4d2f289d5b8158cfa922

 Cante à vontade na “chuva” 😉

Em homenagem à “babynha” que vem por aí <3

Eu fiquei pra titia, minha gente rs. Pois é, minha irmã está grávida de uma menina e, logo, logo a “babynha” (forma carinhosa que os pais começaram a chamar o pequeno ser humano que ainda não tinha nome certo) vai dar as caras por aí. E, em homenagem a ela – que nem chegou ao mundo mas já deixa o coração da gente mole – fui caçar o que há de boas ideias nesse universo de bebê. E, ó, é de deixar até as titias empolgadas 🙂

Sabe aqueles banhos na pia que os bebês adoram? Eles ficarão mais confortáveis com o Puj Tub, uma espécie de adaptador, dobrável, que vai deixar pais e bebês mais seguros.

265c3885645a4b94141346537efde3ca (1)

Liga logo essa torneira aê!

Adaptação nesse universo baby, aliás, é a palavra de ordem. E é o que não falta no FlyeBaby. Ele transforma cadeiras e até o assento do avião num espaço pensado para os pequeninos. 

281e5c10374cd348b3017aaf56094f2f 

Interação mãe-bebê facilitada até nas alturas

É preciso também estar preparado para imprevistos, já que bebês reservam surpresas a qualquer instante e lugar. Para ajudar as trocas de fraldas, por exemplo, o Dipe n’ Go vem com bolsos para guardá-las. Com ele, dá para transformar o porta-malas reto do carro em trocador. Depois é só dobrá-lo e levá-lo facilmente, sem ocupar espaço na bolsa.

InlineRepresentation729bb803bd1b4ab79145998377af8df6

dipe_n_go_01 (1)    

Do tamanho da sua necessidade (e do seu bebê também)

Economizar espaço é também a proposta desse trocador Nathi. Especialmente para os quartos pequenos onde cada centímetro é bem pensado. Preso à parede, ele é reclinável, ergonômico e tem todos os nichos para guardar os itens essenciais para a troca da fralda. Essa, por sua vez, tem seu próprio guardador bem ao lado e à mão.

trocador_nathi

Abriu, usou, fechou 🙂

Especialmente em longas viagens ou em lugares com poucos recursos, aquecer a mamadeira pode ser um problema. A não ser que você tenha um aquecedor como esse que, com um simples botão, esquenta não só a mamadeira como a papinha também. 

aquecedor_de_mamadeira_prince_lionheart

E nem precisa de pilha 😉

Nem toda mãe se sente à vontade para amamentar em público. Para elas, esse avental pode ser uma boa solução. Tá certo que ele não é muito comum e também um tanto estranho esteticamente, mas ter essa opção já é uma grande coisa para quem quer mais discrição e cumplicidade nesse momento. Compre aqui.

7641001AVg

Pelo menos tem um corzinha

O bebê cresceu e já toma papinha? Para a primeira fase da alimentação, essa colher facilita (e muito) o trabalho. Isso porque a Squirt funciona como pote também, já que armazena o alimento na parte de trás, feita de silicone (ou seja, é só apertar).

squirt

Sem bagunça e sem sujeira

Sabe aquele cai cai da “dedeira” (que traz aquela dor nas costas federal para quem tem que pegá-la toda hora)? Não tem mais com essa alça esperta. De um lado, ela abraça a mamadeira/canequinha, etc., do outro, tem uma ventosa que gruda em diversas superfícies (tem aqui).

il_570xN.350531336

Chega de agachamentos desnecessários

Quem disse que cadeira de alimentação não pode ter estilo e um design bacana? A Nest prova isso e muito mais. É regulável, tem o tabuleiro removível e cores para harmonizar com a decoração da sala. Via link.

Mozzee

Dos seis meses aos seis anos

Quando um bebê chega, a casa muda. É preciso repensar objetos, detalhes e movimentos para a segurança do baby. Há inúmeras cantoneiras e travas no mercado mas achei essa fofa. Afinal, estamos falando de bebezinhos fofinhos que merecem tudo de colorido 🙂 (à venda aqui)

51YF0o7qrlL._SY300_

Fofinhos e úteis

Mais que ver a casa segura, bom mesmo é quando se dorme com a certeza de que o bebê está bem. Por isso essa meia é tão legal. A Sleep Sock tem um dispositivo que transmite a taxa cardíaca, os níveis de oxigênio, temperatura da pele, qualidade do sono e posição de dormir. Todos os dados são enviados para smartphone para deixarem aliviados pais e mães que não saem de perto do berço.

67412b8dd514567c79bf081114a70a73

Pode dormir (mais) tranquilo(a) agora, ok?

Outro drama, às vezes, é conferir a temperatura do bebê com um termômetro tradicional. Tarefa que fica bem mais fácil com essa chupeta que, não só mede a temperatura, como a interpreta mostrando, por meio de um sinal vermelho, quando ela estiver muito alta. Via link.

 fa83f11561d6885bec939a936e05dfda

“Pepeta” super útil!

 Carrinhos de bebês há aos montes, mas com um skate acoplado para os pais se exercitarem no passeio? Só esse aqui mesmo. Via Pinterest.

carrinho de bebe skate

Quero ver ter desculpa agora rs

E, para encerrar, o body mais divertido e inteligente de todos. Porque ter uma tia é sempre uma boa garantia de proteção, né não?

dont_make_me_call_my_aunt_body_suitbody-bebe-nao-me-faca-chamar-minha-tia

Em inglês ou em português, a mensagem é clara!

Um belo ventilador para aliviar o calor

Deve ser porque em Vitória venta mais (daí o apelido Ventória vindo do pessoal de esportes marítimos) e também (acho) não faz esse calor todo. Fato é que esse bafo quente, que, tem dia, dura quase até a meia noite, só o Rio mesmo é capaz de proporcionar para você. Uma sensação que exige uma atualização da música de Fernanda Abreu. Afinal, já chegamos à sensação de 50 graus fácil, fácil. Pensando nisso, eis o post fresquinho, trabalhado no sopro aliviante e que dispensa o calor humano. Com vocês, senhores, os mais bacanudos ventiladores para dar novos ares não só para a sua casa como também aos velhos modelos tradicionais.

Linhas leves

Com pás transparentes e estrutura com motor aparente esse premiado ventilador da Plug traz, apesar do material em aço cromado, uma  leveza elegante e única.

ventillator_1

A aparência industrial é o diferencial

Charme sobre tripé

A base em tripé é só um dos charmes desse ventilador. A madeira, na base e nas pás, e a simplificação de toda a estrutura garantem o restante do pacote criado pelo designer da Costa Rica Marco Gallegos. Via link.

marcogallegos_fan1

Agregando valor à sala

Agente duplo

Autoria do estúdio francês Alban Le Henry, esse ventilador é versátil. Graças à sua grade, cujo design não pesa, funciona tanto na versão de piso quanto de teto, basta pendurá-lo pelo cabo.

14

Como você quiser 🙂

Curvas do vento

A mesma ideia flexível tem o japonês Aero Sphere Fan, com formato de colmeia. Compacto, ele pode funcionar tanto no suporte como solto. Via link. Vende aqui.

aero-sphere-o-ventilador-design-por-que-nao-pensei-nisso-design-inovacao-ventilador

Parecem microfones e bola de golfes também

aero-sphere-fan-4

O detalhe dos três níveis de velocidade

aero-sphere-fan-5

Soltinho, soltinho

Uma pá só

Depois da revolução do Spirit, de Guto Índio da Costa (falamos dele nesse post), que descartou uma pá dos ventiladores de então, por que não ir mais além né não? É o que propõe o Fanimation Enigma que só precisa de uma pá e um contrapeso para funcionar.

Fanimation_Enigma

Espécie de saci dos ventiladores

Ventania delicada 

Projeto da designer tcheca Simona Hruskova, o Fan Flow tem como essência a otimização de espaço. Em uso, as pás se armam e, no contrário, elas se recolhem.

Simona_Hruskova_01

Fazendo bonito na decoração

Ares retrôs

A cor e as formas orgânicas garantem o quê retrô desse ventilador de pé. A ideia é de autoria de Noa Habas, estudante da Bezalel Academy of Art and Design, em Jerusalém.

Fan_noa2

Todo trabalhado nas curvas

Círculo de vento

E, para encerrar, uma verdadeira revolução em se tratando de ventiladores. Desde que foi inventado por Schuyler Skaats Wheeler em 1882, o aparelho não ganhava tanta mudança assim como o Air Multiplier. Criado pelo britânico James Dyson, ele não tem hélices mas, por pressão negativa, induz o ar para frente, movimento que é otimizado pelo design circular do aparelho. Uma revolução não só na estética, mas no sistema também.

ventiladores-1-full

Tão aí o criador e suas criações

10 presépios criativos para deixar a noite ainda mais feliz

Quando eu era mais jovem e cheia de ideias (faz um tempinho rs), eu adorava criar presépios. No meu limitado orçamento, claro, cabiam no máximo algumas folhas de papel-pedra (para criar cavernas das mais loucas) e um ou outro espelhinho desfalcado de suas molduras para garantir o lago dos patinhos. Árvores de Natal, fiz aos montes também, mas presépios eram os que eu mais gostava. Acho que por causa de toda história por trás, de todo mistério, enfim, era bem mais empolgante.

E é incrível como uma mesma cena pode ganhar as mais variadas representações. Sem perder a referência da Sagrada Família – esse triângulo sagrado ao redor do qual, afinal, está o sentido do Natal – as composições mostram como é possível brincar (no bom sentido) com esse desenho fascinante. Quer ver só?

1 – A escultura do artista Frank Lizama, de Belize, é feita em madeira e, numa peça só consegue trazer a contemplação de José e Maria diante da manjedoura . Via link.

1ae528c94486d3a3706442bb09f3466d

2 – Sabe as matrioskas? Aquelas bonecas russas que cabem uma dentro da outra? Esse presépio tomou emprestada a ideia, com graça. Via link.

2bf4cd6f3eaeeee44aaec437dd63af35

3 – Em formato de quebra-cabeças, esse traz toda a cena para um bloco só montado. Via link.

7f91fc57e06d5510ac4c7819443bfed9

4 – O cenário pode se reduzir apenas a três simples pecinhas que, amarradas, dão o seu recado :). Via aqui ó.

9a2e95e666f0cb6d054c661d3d4bad13

5 – Com pecinhas de Lego, dá até para fazer o cajado de José :). Via link.

ad62ab6b5217a3a7a27641aa12f63d78

6 – Simplificando as formas, economiza-se espaço e se ganha em aconchego e amor <3. Via link.

e59dcb74ce6e9bfb102ef87df65a55a3

7 – E quem disse que a cena do nascimento de Jesus não pode ter um quê pop e de design? Assinado por Massimo Giacon & Alessi’s e com direito a sorrisos largos, ele está à venda aqui.

nativity_wht_main

8 – Com direito a José en el bigodón, esse presépio feito à mão pela argentina Zime cabe na mão e tem pinheirinhos conceituais.

il_570xN.403433449_ppb4

8 – E, por falar em conceituais, a lista segue com alguns formatos ainda mais simplificados como esse, via Pinterest

870dff6192f168a83733243aa182d92a

9 – … E esse, cheio de alfinetinhos da americana Bunny with a Toolbelt, que tem suas peças à venda na Etsy.

48450625192b44c0df4877f0e7d528f2

10 – E já que é para reduzir detalhes, o inglês Sebastian Bergne foi além com o Colour Nativity. Com peças em formatos retangulares que variam nos tamanhos, ele tem a  identificação dos personagens por cores que cabem, inclusive, todos encaixados na mesma caixinha. É demais, não?

sebastian-bergne

sebastian-bergne2_

Feliz Natal! ❤

É o design expandindo a estante, o abajur e até a varanda

Sabe um ioiô? Pois é, aqui a ideia é parecida já que as criações funcionam com a mesma proposta: estender e retrair de acordo com a necessidade. Em tempos de espaços curtíssimos, um beijo para quem pensa na gente se acotovelando no mobiliário.

Algumas ideias são simples, outras nem tanto. Mas todas são um bom exemplo de como dá para ir além, nem que seja por meio de um braço, um encaixe ou qualquer sistema que facilite a nossa vida.

Camadas de função

A REK coffee table, do estúdio holandês Reinier de Jong, é um suspiro de felicidade para quem vê chegar a parentada e não tem aonde mais colocar bandeja, café, petiscos e tudo o mais que a gente faz para agradar, né não?

0rekctable02

Mil e uma possibilidades prum lado ou pro outro 😉

Vira mesa de jantar

Na mesma linha mesinha-de-centro-magia, a Tetra, da italiana Sculptures Jeux, também tem lá suas espertezas. Ela se abre em abas que podem até ser destacadas para se tornarem bandejas.

e558fc334641b0114cbc6d7503c09c08

E viradas ganham nova cor, veja aqui

Cabe em qualquer canto

É ótimo para a área de serviço mas vai bem também no closet ou até no banheiro. Daí a praticidade desse cabideiro que, quando não está sendo usado, é recolhido sem ocupar espaços indevidos. Via Pinterest

cabide esperto

Falta só aprender a passar camisa social rs

Luz encaixada

Quase a mesma ideia teve a recém-formada designer norueguesa Caroline Olsson, da Akershus University College. Seu projeto de graduação foi esse abajur pra lá de esperto que se retrai se abrigando numa caixinha que parece daquelas de giz de professor. 

abajour caixinha

Tem futuro ou não tem essa menina? 🙂

Mordomia pouca é bobagem

Sabe aquele café na cama dos sonhos? Taí nesse criado-mudo que só falta falar mesmo. Dá para usar para ler, usar o notebook, ou seja, é mordomia de verdade.

ebbf93a8345a00774ef1039a7858c729

Seja esperto e escolha o lado certo da cama, ok?

É só dobrar

Potes de plástico e até silicone, o novo xodó dos utensílios gourmet, existem aos montes, mas a Consul tomou a frente ao lançar esses que são retráteis. Ou seja, ocupam a metade do espaço na hora de guardar.

 Forma multiuso retrátil-Consul

Expandiu…

Forma multiuso retrátil_Consul_ 

Retraiu… Lembrou do ioiô?

Poucas paredes, poucas tomadas

É para resolver esse problema que a Pop-Out Outlet surgiu. Num clique ela quadruplica suas possibilidades transformando-se numa espécie de T. Confira aqui como ela funciona.  Via link.

tomada-embutida

Tem crianças em casa? Acabou de ganhar mais uma vantagem!

Labirinto expandido

Tudo muito simples até agora? Então se prepare para a fase dois desse post. E quem abre os trabalhos é a REK bookcase , do estúdio Reinier de Jong (o mesmo da primeira mesinha, lá em cima). Uma estante que se abre e fecha num perfeito movimento de encaixe e cresce de acordo com sua coleção. O zig zag do desenho é fenomenal e vai se adaptando ao tamanho dos livros e do espaço que se tem.

REK1.jpg.492x0_q85_crop-smart

Até fechada, ela é show

Quase o portal de Nárnia

Lembra daquele armário que dava para outro mundo no filme? Pois é, dá para lembrar dele vendo o  Walk-in Closet, do escritório holandês Hosun Ching. Mas o mundo em questão aqui é o do ganho de espaço. Acompanhe comigo…

Walk-in 1 

1 – A barra que serve como puxador também serve para pendurar alguma roupa no cabide

Walk-in 7

2 – Os espaços são beeem divididos entre gavetas, prateleiras e araras 

Walk-in 2

3 – Para facilitar, as portas se abrem com rodízios fofos de madeira e borda azul

Walk-in 3

4 – Tá certo que se você é mulher vai dar falta de mais cabideiro, mas lembre-se do formato aparente fechado: era pra ser só aquilo

Walk-in 4

5 – Reparou nos dois espelhos? Dá para se ver por trás 😉

Walk-in 5 

6 –  E os detalhes, como o espaço para joias, para convencer de vez!

Sim, até a varanda

Para encerrar em grande estilo, que tal ganhar simplesmente uma varanda a mais na casa? Como? De forma retrátil, claro. E, acredite, automática. Veja o vídeo. Via link

 fold-out-residential-deck

Precisa de um respiro? Compre uma varanda!

folding-exterior-deck-gadget

Olha ela se abrindo aí. Dá para acreditar?

Hoje é dia do Design, bebê

Cinco de novembro é Dia Nacional de Design. Para celebrar, eu desejo que você tenha…

1 – A personalidade aliada à sabedoria e ao bom humor de Sergio Rodrigues…

MF-02570

Assim como a maioria de suas poltronas, a Mole – mais famosa delas – tem esse quê de se esparramar, de viver o momento, de se entregar aos seus braços e permitir que seu conforto o abrace. Suspirou aí?

2 – O olhar capaz de transformar criativamente o óbvio de Guto Índio da Costa

202-Black-Piano-01-A

Em 2001, o ventilador Spirit quebrava um paradigma. Quer dizer, dispensava uma pá e deixava o ventilador com apenas duas eficientes o suficiente para fazer aquele ventinho bom num dia de calor. Lição que todos os designers (e por que não pessoas em geral) devem aprender: simplificar!

3 – A coragem de abusar de materiais e do conceito em favor da arte, dos Irmãos Campana…

favela01

Cordas, EVA, papelão, garrafas pet , ralos de banheiro e  lascas  de madeira – como as da Cadeira Favela – são alguns dos materiais que essa dupla tão famosa aposta mas com um estilo muito singular e alto nível. É aquilo. Peças de Irmãos Campana falam por si só.

4 – A ligação única com a essência naturalmente bela de Domingos Tótora

domingos_03

As pedras na base da mesa  que parecem já estar ali há tempos, os alto-relevos dos vasos que nem parecem ter sido feitos manualmente trazem o ar de Maria da Fé, interior de Minas, onde fica o estúdio de Tótora

5 – A despretensão moderna, elegante e sincera de Zanini de Zanine

zanini-de-zanine-design-movel-decoracao-01

Inspirada no escultor Amilcar de Castro e no designer Joaquim Tenreiro, a cadeira Trez é um monumento escultural. Recortada a laser, a chapa fria de alumínio ganhou pintura e vida. 

6 – A bossa cheia de charme, ginga e popularidade de Leonardo Lattavo e Pedro Moog (Latoog)

SAO-CRISTOVAO-03b-600x418

A mesinha São Cristóvão é uma mistura de tudo o que eu gosto – simplicidade, delicadeza e identificação imediata. Saca as grades das casas antigas com cheiro de bolo de fubá à tardinha? Pois é.

7 – A capacidade de passear entre distintos mundos (clássico e rústico) guiado pelo prazer do conforto de Marcus Ferreira

0,,43133446,00

A Poltrona Rippa tem o bastante para garantir a vontade de se jogar tanto quanto a de admirar

8 – E a loucura revolucionária e marcante de Philippe Starck (não poderia faltar ele, né?)

175067

A Louis Ghost é uma só das provas de como ele enxerga além (literalmente) e a capacidade desse francês de criar ícones

*É claro que eu poderia ficar até depois de amanhã falando, tamanha a quantidade de designers bacanas que têm por aí. De qualquer forma, todos estão de parabéns em fazer o mundo, pelo menos, mais bacana de se ver.  

E viva o dia de los muertos!

Foi em Guanajuato, cidade universitária localizada na parte central do México, que eu me deparei com o quadro. Na verdade uma espécie de nicho em madeira com a frente fechada em vidro. Dentro dele, em formato de bonequinhos de papel machê, Frida Kahlo e seu amado Diego Rivera compunham a cena. Ele, diante de um cavalete, pintava ela, sentadinha ao lado. Porém, o mais legal (e que eu fiquei fascinada e mais pobre, já que não era muito barato) é que, ao contrário da imagem real da pintora estampada na minitela, o rosto deles era de … Caveirinha!

É assim no México. Lideradas por La Catrina – a dama da morte – as caveiras não são assustadoras. Ao contrário, são festivas. Tanto que estampam confeitos em doces de açúcar para crianças no famoso Dia de Los Muertos. O próprio evento, um dos mais animados do país, faz da morte uma companheira menos pesada. Portanto, para celebrar o dia hoje, que tal tener la compañía de las calaveras?

1d9abd74eec34b1b2c42f97890b5c26d

Para abrir os trabalhos (e os caminhos) essa maçaneta é delicada e marcante. De deixar uma primeira impressão e tanto, não? À venda na Amazon

capacho_skull_pb

Achou muito séria? Então tem capacho fofinho de caveirinha pixelada 🙂 E dá para comprar aqui

9fcf740c001f6b0186992e0fc7ed7fdd

Ainda no campo decor, olha que tudo esse papel de parede. Em padrões quase que de tapeçaria, não deixam a elegância de lado. Via Pinterest.

31bc39baec321022801ae12997d45809

Dá para acreditar nesse trabalho precioso nas costas dessa blusa? Via Pinterest

62e10bd62210cfaa0417dc2e46226bac

Porque caveiras também são amor ❤ ❤ ❤ Vi aqui ó

c27c0cc55aac1eb563fa76aab03c2016

Essa caixinha aqui, além de trabalhada na cor e nos detalhes, ajuda a organizar a bagunça. Da para comprar aqui.

b2e3dc84f7

Para deixar os bons drinks ainda mais estilosos. À venda aqui

eafa8a9a17f1b154b85cf539a4538841

E aí, vai ou não vai dar uma colher de chá -ou de sopa, café – para elas? Via link

 romain-jerome-dia-de-los-muertos-01

Fabricado especialmente para o Dia de Los Muertos, esse relógio da Romain Jerome traz todo o simbolismo da data. Um deles é a quantidade de cores – sete como as sete etapas que a alma (assim, explica a marca, com referêcia aos astecas) deve passar para chegar a paz…

Skull_Speakers_France_house_plans_photography1

E, para encerrar, as minicaveiras que funcionam como caixinhas de som são criação dupla francesa Kuntzel – Deygas. O mais bacana é que elas são feitas artesanalmente. E com um detalhe: os olhos te seguem para onde você for…

Blog no WordPress.com.