A revolução do silicone na cozinha

Difícil não se apaixonar por ele. Resistente, não abrasivo, fácil de limpar, de manusear, de guardar – ufa – são muitas as razões para se render ao silicone, da espátula à panela. Pois é, amigo, tem até panela com o material. Isso porque ele aguenta altas e baixas temperaturas. Não bastasse, ainda viabiliza os mais modernos, coloridos e encantadores desenhos e cores. Antes alvo de algumas desconfianças (parecia muito bom para ser verdade ter tudo isso numa peça só), hoje o silicone se popularizou e tem conquistado cada vez mais setores na cozinha. Se você também é um fã do silicone, tem que conhecer esses produtos.

Fecha comigo

Chega de improvisos com papel filme. Agora os potes sem tampa ganham uma opção extra e reutilizável, com a Coverflex, que é extensível e se adapta a vários formatos

1eb50006cc2440bad45deab7a53465bf

Estica, puxa e vai

Para preservar aquela cervejinha sobre a mesa no bar e em casa, ou na geladeira depois de aberta, a Beer Savers foi pensada. Tem tamanho padrão para a maioria das garrafas de cerveja.

enhanced-buzz-7525-1377027274-23

Até o formato tem a ver

Para quem bebe vinho, também tem opção bacana. O Metrokane Rabbit é ainda mais completo: tanto serve como tampa como facilitador da saída do líquido.

e552731062441dfd885406744aa42ecd

Basta acionar a trava

Salvando a pele

Para a sua segurança, o silicone entra em ação de várias formas. Para começar, na forma desse suuuper protetor da grade do forno (à venda aqui).

b7a0d592168361d2dee1dbcf8f96a4a6

Nada de sustos mais

Na hora de manusear os alimentos quentes, o Fingertongs ajuda bastante, principalmente pelo design ergonômico que facilita a pegada bem na ponta dos dedos.

6c92c11bfd919d1af3f3f7a65491d907

Tem até buraquinhos para a mão “respirar”

Se o problema é com o prato quente, esse pequeno acessório traz a medida exata para segurar o prato sem se queimar . À venda aqui.

New-products-Free-shipping-10PCS-Microwave-magnetic-insulation-clip-font-b-Silicone-b-font-

Seu dedo agradece 🙂

Além da temperatura alta, possíveis cheiros e manchas na pele também podem ser um problema. Por isso, essa dupla também não pode faltar na sua cozinha. Para evitar o contato da pele com o limão, a Lékué criou esse espremedor de silicone simples e prático. Basta encaixar o limão, apertar e pronto (Via link

6a00d8341c4ec753ef013485effd28970c-800wi

Quem tem medo do limão?  

Para completar, esse descascador de alho de formato cilíndrico é tão simples quanto eficaz.

63c368657b96e624afad9ebe2aaa1bd1

Como não pensaram nisso antes?

Detalhe que faz a diferença

Aos poucos, o silicone vai substituindo antigos materiais e criando novas possibilidades graças as suas características. Um exemplo disso é esse escorredor dobrável que serve para cozinhar alimentos no vapor. Fácil de usar e guardar.

3b5c0919ebf150c76e5b80dd9be9db06

São tantas funções que é até difícil definí-lo

A flexibilidade também é o trunfo desse pote de preparo de massas de bolo e afins. Especialmente na hora de despejá-la na(s) forma(s) (via link).

7b33244ff98c51936e1981afdcc3db20

E ainda vem com medidas 🙂

Sabe aquela cordinha improvisada que você costuma amarrar a carne? Esqueça. Agora ela é mais prática e higiênica com o Silicone Silly Twist Set.

d68fe48951608974a545e0c33d6dbd62

E ainda são coloridas ❤

Por fim, esse singelo descanso de panela é uma pequena grande ideia para facilitar o ritmo da cozinha. À venda aqui.

Free-shipping-cute-design-Creative-Japanese-candy-color-pot-rack-font-b-spoon-b-font-tableware

Serve também como descanso de talheres, por exemplo

Efeito sanfona

É o formato que cada vez mais se vê em produtos de silicone. Traz praticidade e economia de espaço, sem contar o efeito quase mágico. Quer um exemplo? Aí vão dois.

A começar por essa incrível chaleira Cuissential SlickBoil, que ganha formato inacreditável recolhida.

caad49908ef0d0ff8b86be7783f41428

É ou não é mágico?

E terminar por essa bandeja/escorredor que se adapta à necessidade.

enhanced-buzz-24442-1390101245-9 (1)

Silicone maravilha

Mudança de paradigma

Não basta só invadir a área dos acessórios, é preciso ir além. E o silicone vai. Já pode ser visto em panelas e peças que vão ao forno. Onde ele vai parar? Só Deus! (Via link)

Silicone-panela-2

Essa é de pressão e vai ao microondas

Silicone-assadeira1

Já essa vai ao forno convencional mesmo.  Vai um peixinho assado aí?

Anúncios

10 presépios criativos para deixar a noite ainda mais feliz

Quando eu era mais jovem e cheia de ideias (faz um tempinho rs), eu adorava criar presépios. No meu limitado orçamento, claro, cabiam no máximo algumas folhas de papel-pedra (para criar cavernas das mais loucas) e um ou outro espelhinho desfalcado de suas molduras para garantir o lago dos patinhos. Árvores de Natal, fiz aos montes também, mas presépios eram os que eu mais gostava. Acho que por causa de toda história por trás, de todo mistério, enfim, era bem mais empolgante.

E é incrível como uma mesma cena pode ganhar as mais variadas representações. Sem perder a referência da Sagrada Família – esse triângulo sagrado ao redor do qual, afinal, está o sentido do Natal – as composições mostram como é possível brincar (no bom sentido) com esse desenho fascinante. Quer ver só?

1 – A escultura do artista Frank Lizama, de Belize, é feita em madeira e, numa peça só consegue trazer a contemplação de José e Maria diante da manjedoura . Via link.

1ae528c94486d3a3706442bb09f3466d

2 – Sabe as matrioskas? Aquelas bonecas russas que cabem uma dentro da outra? Esse presépio tomou emprestada a ideia, com graça. Via link.

2bf4cd6f3eaeeee44aaec437dd63af35

3 – Em formato de quebra-cabeças, esse traz toda a cena para um bloco só montado. Via link.

7f91fc57e06d5510ac4c7819443bfed9

4 – O cenário pode se reduzir apenas a três simples pecinhas que, amarradas, dão o seu recado :). Via aqui ó.

9a2e95e666f0cb6d054c661d3d4bad13

5 – Com pecinhas de Lego, dá até para fazer o cajado de José :). Via link.

ad62ab6b5217a3a7a27641aa12f63d78

6 – Simplificando as formas, economiza-se espaço e se ganha em aconchego e amor <3. Via link.

e59dcb74ce6e9bfb102ef87df65a55a3

7 – E quem disse que a cena do nascimento de Jesus não pode ter um quê pop e de design? Assinado por Massimo Giacon & Alessi’s e com direito a sorrisos largos, ele está à venda aqui.

nativity_wht_main

8 – Com direito a José en el bigodón, esse presépio feito à mão pela argentina Zime cabe na mão e tem pinheirinhos conceituais.

il_570xN.403433449_ppb4

8 – E, por falar em conceituais, a lista segue com alguns formatos ainda mais simplificados como esse, via Pinterest

870dff6192f168a83733243aa182d92a

9 – … E esse, cheio de alfinetinhos da americana Bunny with a Toolbelt, que tem suas peças à venda na Etsy.

48450625192b44c0df4877f0e7d528f2

10 – E já que é para reduzir detalhes, o inglês Sebastian Bergne foi além com o Colour Nativity. Com peças em formatos retangulares que variam nos tamanhos, ele tem a  identificação dos personagens por cores que cabem, inclusive, todos encaixados na mesma caixinha. É demais, não?

sebastian-bergne

sebastian-bergne2_

Feliz Natal! ❤

Você compraria um móvel de papelão?

Faz tempo que o papelão deixou de ser mero suporte de embalagem para se transformar no material principal do mobiliário. Algumas empresas, como a 100’t (falei sobre ela há alguns posts), inclusive, andam ganhando dinheiro comercializando apenas móveis feitos de papelão. Acho o máximo. É sustentável, é mais acessível, é resistente, ou seja, tem tudo a ver com o momento atual.

Mas quando eu bato o olho numa peça assim, eu sempre fico pensando: tá, será que, além de achar a ideia incrível, eu compraria? Nós, brasileiros, ainda não chegamos no nível dos europeus, por exemplo, que dão muito valor a essa ideia e apostam nela por si só. Mas acredito que não é só isso. Além do olhar torto sobre o material simples, há a questão estética. Sim, porque, ela também está na base de toda peça de design. O apelo estético é fundamental na hora da compra. Não há como fugir. E é por esse caminho que, acho eu, o mobiliário de papelão deve caminhar. O diferencial vai ser a forma, o desenho que ele vai ganhar. Assim, quanto mais criativo for o design, mais a gente vai se deixar conquistar pelo até então subestimado material.

Não entendeu ainda? Então deixa eu desenhar…

O holandês David Grass sabe das coisas. Desenhou uma cúpula feita de papelão, mas com um desenho tão delicado e belo que fez da caixa de papelão objeto de desejo.

David Grass_not-a-box-1_large

Not a Box é uma luminária tão simples quanto genial

David Grass_not_a_lamp_1_large 

Assim como a luminária Not a Lamp que pode ser comprada no site

Se uma cabeça já pensa isso, duas vão além, como provaram os ingleses Richard Sweeney e Liam Hopkins, em parceria com a fábrica de papelão John Hargreaves. Juntos, eles criaram a Bravais Armchair e o Radiolarian Sofa, inspirados na natureza – numa casa de marimbondos e nas estruturas óssea de microorganismos marinhos. O resultado são formas triangulares tão bacanas que nos fazem esquecer até do papelão.

Richard Sweeney_bravais02

A mistura da geometria com os contornos orgânicos criam um efeito pra lá de interessante

radiolarian01 

Já o Radiolarian ganha proporções arquiteturais 

Além do design bacana, essas peças são de fácil montagem. Exemplo dessas luminárias de papelão da marca espanhola Carton Lab que funcionam como peças modulares. Ou seja, você além de montar pode fazê-lo de várias formas.

luminarias 

A palavra de ordem aqui é encaixe!

Há quase duas décadas trabalhando com o papelão e suas possibilidades, o Giles Miller Studio, de Londres, consegue efeitos incríveis em materiais usados em revestimentos domésticos e comerciais. Muitos deles nem sequer dão pistas do que são feitos.

2-600x800

Feito para ficar no lobby da marina St Katherines Dock, esse painel parece de madeira, né?

 close papelão

Mas basta ir chegando mais perto…

4-600x800

…E mais perto para ver que é de papelão!

Outra técnica que surpreende e garante o diferencial atrativo é o efeito sanfona. A 100’t, por exemplo, tem sofás que se flexionam à medida da necessidade. 

sofa_gde

É só puxar…

100t-eco-sustentavel-3308-18684-4-product

… E dar a forma que bem entender

Ou então criar uma ideia de casulo, tal qual a já citada casa de marimbondo, só que tridimensional. Criações também da 100’t, essas luminárias sanfonadas são um bom exemplo disso.

FD_20121211_2846-Edit(1)

Funciona bem para o pufe

FD_20121211_2850

Garante o efeito na banqueta

luminaria_sanfona_bola_gde 

E vai fazer o marimbondo achar que a luminária é a casa dele

Mas se há um bom desenho, nem sempre se precisa dominar técnicas mais complexas para garantir o efeito uau da peça. Exemplo da Conversation Table (que leva madeira também), do designer Leo Kempf

leo kempf 

Um bom pretexto para embalar um bom papo, não?

O que dizer também desse banco fofo criado pelo designer Michael Sholk? Ele foi buscar no Barroco a inspiração para rebuscar os contornos da peça e acertou em cheio!

barroco

Não é uma fofura só?

O que me incomoda, por vezes, também é essa cor, sempre crua, do papelão. E tem acertado quem dribla esse empecilho com criatividade. O designer alemão Reinhard Dienes fez algo simples, mas de grande efeito: jogou cor. 

Reinhard Dienes 2

Não bastassem os recortes modernos, o amarelão garantiu o charme da estante   

Reinhard Dienes 

Ou quem sabe o azul? O leque de cores continua aqui. Divirta-se!

Moras Mais por Menos RJ – um leque de boas ideias

Uma boa mostra de decoração sempre atrai minha atenção. Fora um ou outro ambiente com uma pegada de showroom, o espaço é, por essência, de experimentação. E, claro, a criatividade vem a reboque. Na Morar Mais por Menos, mostra nacional de decoração, ainda há a questão da sustentabilidade que faz qualquer um que está começando a arrumar a casa encher os olhos. Isso porque muita ideia é possível até de ser adaptada.

Não consegui visitar a edição capixaba da mostra, mas a do Rio, que abriu suas portas no última dia 27, sim. A mostra é grande, são 83 ambientes. E valem o passeio. Depois de rodar por lá, separei algumas boas ideias de design que vi.

Inspiração gourmet

Vai um pedaço de gelatina? A forma da sobremesa virou banquinho fofo.

2013-10-02 13.44.33(Paisagismo das Boas vindas, de Rayra Lira Araújo e Enir Araújo)

Cadê meu rolo de macarrão? Foi parar debaixo da mesa, para sustentá-la.

2013-10-02 13.52.50

Estudio da Chef de Cozinha – Casa & Gourmet Shopping

Vou de bike

Sabe aquela bicicleta que não funciona mais? Que tal reciclá-la?

2013-10-02 13.45.27

Jardim Varanda da Lagoa, de Ricardo Portilho

2013-10-02 14.56.22

Suíte do Artista, de Guilherme Bezerra

2013-10-02 14.36.13 (1)

Estúdio do Rapaz, de Danielle Boggiss e Márcia Magalhães

Cabelo, cabeleira, cabeluda, descabelada

Já tinha visto o banco Dread lá na Abup, feira de design e decor. E olha com quem dou de cara de novo…

2013-10-02 14.07.34

Apartamento do Geólogo, de Kelly Almeida

Ele, aliás, e a versão chapinha dele…

2013-10-02 14.19.47

Sala de Jantar, de Nilton Montarroyos

Parede criativa

Adoro azulejos portugueses e, veja só, esses aí são feitos em ímã que se colam à parede oxidada. Simples assim.

2013-10-02 13.49.20

Varanda Mediterrânea, de Eduardo Almeida

Na linha dos revestimentos, que tal canudos de revista? O resultado é um show de cores!

2013-10-02 13.58.11

Espaço de Leitura e Entretenimento – Isto É, de Laura Faria

Outra ideia simples: canos pintados de amarelo que formam um estante. Não ficou show?

2013-10-02 14.54.00 (1)

Estar do Design – Tok&Stok, de Patrícia Cuimar

As bolas de sinuca como ganchos não são novidades, mas continuam sendo um ótima ideia. Essas aí são maiores que as normais, mas dá para desfalcar a mesa por um bom motivo (ok, não deixe o dono dela saber rs).

2013-10-02 14.46.26

Estúdio do Casal Moderno, de Carolina Barbieri e Marcelle Vieira

Ripas de madeira com uma mão falhada de tinta, pregadores e fotos queridas – eis uma ideia fácil e bacana.

2013-10-02 14.01.49

Canto da Leitura, de Kátia Jendiroba

Que Papelão!

Criações da 100’t, as peças de papelão têm ganhado cada vez mais espaço, como as que decoraram o Estúdio do Casal do Moderno, de Carolina Barbieri e Marcelle Vieira.

2013-10-02 14.47.57

A cadeira

2013-10-02 14.48.44

Os cabides

2013-10-02 14.50.07 (1)

E a base da mesinha

Túnel do tempo

Vai um som aí, dj? E no velho bolachão? Ele virou prato e o jogo americano faz as vezes de vitrola.

2013-10-02 14.51.23 (1)

Apartamento “A Arte da Dança”, de Estela Pinheiro

Esse telefone retrô foi o ícone-queridinho dos ambientes. Estava em uns três, no mínimo. E não à toa. Ele funciona mesmo, garantem os expositores. Alem disso, é cofre – os buraquinhos acima são para colocar as diferentes moedas. Um charme!

2013-10-02 14.18.06

Jantar Gourmet, de Marcos Molinari

Lixo é luxo

Disquetes, placas, circuitos e tudo o mais que o descarte de equipamentos pode oferecer. Aqui, virou revestimento da base da mesa.

2013-10-02 14.05.55 Apartamento do Geólogo, de Kelly Almeida

O efeito dessa cascata dourada é bem bacana e é só quando se chega perto que se vê o material: lacres de latinha pintados.

2013-10-02 14.32.50Apartamento do Jovem Casal, de Cyntia Sabat

No caso das cúpulas dessas luminárias, nem chegando perto, já que elas são feitas de carcaça de carburador de carro.

2013-10-02 14.49.04

Estúdio do Casal do Moderno, de Carolina Barbieri e Marcelle Vieira

E o material dessa luminária aqui, você chutaria? Acertou quem apostou em garrafas pet.

2013-10-02 14.51.48 

Apartamento ” A Arte da Dança”, de Estela Pinheiro

Agora está mais fácil de acertar não? Pois é, meu amigo, são lixeiras, mesmo. Mas, de perto, nem dá para dizer…

2013-10-02 15.15.17Loja Natural Design, de Cristina Japiassú

Até o pescoço

A sustentabilidade está, inclusive, nos acessórios também. A Zóia é uma marca de peças que aposta, em grande parte, nos materiais reaproveitados, como esses que estavam em exposição na mostra:  

tetrapack

Colar feito de embalagem Tetra Pak

mangueirinha

Outro de mangueirinhas iguais aquelas de jardim, só que mais finas

nespresso

E confeccionados com cápsulas de Nespresso

Chá das cinco com uma pitada de criatividade

Confesso que não sou chegada a um chá, mas tenho uma inveja danada dos que são fãs da bebida tradicionalmente inglesa. É que, além de fazer bem para a saúde, ela também o faz aos olhos. Explico: os conjuntos para chá são, de longe, os mais bacanas quando se fala em design de utensílios gourmet. Não tem pra ninguém. Divertidos, espertos e elegantes, eles lideram o ranking de criatividade na cozinha. Dos infusores aos bules, dá para se encantar com os formatos e funções. Quer ver só? Os bules Tá vendo aqueles galhos ali na parte superior desse bule? Engana-se quem pensa que são apenas estéticos (e nem daria para condenar se fossem não?)

SONY DSC

Pois é, eles servem para acomodar as xícaras, repare…

awesome-design-ideas-tea-tree-Wongyung-Lee-2

E ainda recebem os pingos delas 🙂

awesome-design-ideas-tea-tree-Wongyung-Lee-3

O T-Tree é criação da designer  Wongyung Lee (Via Link)

Se é para pendurar, então, esse aparelho da Freshhome aproveita o movimento para servir sem sair do lugar. É que ele tem dois bicos para despejar o chá nas duas xícaras.

tea-for-two

E ainda vem com uma velinha para manter o chá quentinho

Uma das tendências é sair empilhando tudo – xícaras e bule. Mas, quando essa estrutura faz graça com o formato também, fica ainda mais genial. Como essa Torre de Pisa que até torta é! rs (Via Mod Cloth)

image_thumb

Os detalhes em alto-relevo garantem a fidelidade

image_thumb1

Depois é só “desconstruir”  tudo

Ma s surpreendentemente mesmo é o Paper Tea Set, do designer japonês Yuya Ushida. Como o próprio nome diz, sim, ele é feito de papel. Trabalhada em dobradura, uma única folha de papel se transforma nessa peça delicadíssima.

Yuya-Vs-Design-Folded-Paper-Tea-Set-1-537x402

Não se preocupe, o papel é revestido para suportar a missão

PTS_0

O jogo de cores na geometria cria uma efeito sensacional de sombras

As xícaras Muito mais que apenas uma alça, as xícaras também dão show de design com funções além. Essa, por exemplo, tem um fundo estufado em disco e um bolinha que impede o acúmulo de folhas de chá no fundo do copo, fazendo com que o chá fique homogêneo enquanto você o bebe (veja o desenho)

ball_b4xim

(Via Hometone)

Retirar o sachê da xícara sempre é um problema. Pois bem, o designer Samir Sufi, da Yanko Design pensou numa solução. O Tea Cup SlingsHOT funciona como um estilingue.

teacup_slingshot_02

É só encaixar a cordinha na fresta…

teacup_slingshot_01

…Puxar quando estiver pronto…

teacup_slingshot_03

…E se divertir com a comodidade, já que ele espreme até a última gota e ainda acomoda o sachê

(Via Link)

Sachês e infusores Que saquinho sem graça que nada. Hoje os sachês de chá estão tão criativos e divertidos que fica até difícil escolher os preferidos. O mesmo dá para dizer dos infusores que acomodam os sachês e faz o ritual bem mais legal. Reuni alguns aqui dos que mais gosto.

saches e infusores

1 – O Hanger Tea da Yanko Design traz a boa ideia do cabide para o universo do chá

2 – O ritual de infusão fica bem mais legal com o Chingra que funciona como um catavento. É só soprar

3 – O desenho da nota musical parece que nasceu para isso não? Á venda aqui

4 – Que tal embarcar nesse Yellow Submarine carregado de ervas aromáticas? Via link

5 – Não é uma delicadeza essa borboleta pousada na beira da xícara? Poesia pura criada pela designer Yena Lee, também da Yanko Design. Via link

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.